BlogBlogs.Com.Br

domingo, 14 de outubro de 2007

NÃO AO PRECONCEITO!


Parada Gay reúne 1,2 milhão de pessoas; governador do Rio é destaque no desfile

Último Segundo - IG

RIO DE JANEIRO - O governador do Rio, Sérgio Cabral, participou, neste domingo, da Parada do Orgulho GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), em Copacabana, no Rio. Segundo ele, a festa, que reuniu 1,2 milhão de pessoas, é muito importante para a democracia.

O governador desfilou ao lado da esposa, Adriana Ancelmo, no primeiro carro, e reafirmou a importância do evento. "Sinto orgulho como cidadão carioca e como governador por ver uma festa tão bonita onde a democracia e os direitos são respeitados", declarou. Cabral afirmou ainda que se sente orgulhoso por ter concedido as pensões para casais homossexuais. Segundo ele, quatro pensionistas do Estado já foram beneficiados pela medida.

A edição deste ano da tradicional festa, organizada pela organização não-governamental Grupo Arco-Íris, também teve um tom político. Os participantes pediram pela aprovação no Senado de um projeto de lei que torne crime a homofobia.

Sérgio Cabral garantiu em seu discurso que o aparato policial de seu governo será sempre utilizado para combater qualquer tipo de discriminação. "A polícia do Rio está preparada e todo cidadão pode usar seus serviços. Projetos contra a homofobia sempre serão praticados", afirmou, completado que "ninguém tem o direito de discriminar ninguém".

Para protestar contra a discriminação e violência contra os homossexuais, os manifestantes exibiram uma bandeira do movimento manchada de sangue. Segundo os organizadores, cerca de 2500 homossexuais foram assassinados no Brasil nos últimos dez anos.

__________________________________________________

Toda vez que vejo o reseltado de público presente numa Parada do Orgulho gay fico muito feliz e mais feliz ainda por saber que existem várias pessoas heterossexuais participando e apoiando. É muito importante que se ressalte não a "liberação" sexual, mas o respeito pelas diferenças e um grande NÃO ao preconceito, que está inserido de forma assustadora em nossa sociedade. O preconceito é manifestado de diversas maneiras e em diversos casos e em alguns deles aparece em forma de violência e até morte.
Vamos dizer não à homofobia, à discriminação humana, seja ela de qualquer aspecto.
Mas o pior de tudo é que o que mais me impressionou ao ler essa reportagem, foram os 2 únicos comentários que haviam no site e após um dia de luta dessa classe tão colorida, ver que pessoas ainda sim usam a desculpa religiosa pra camuflar sua homofobia. Em um dos comentários tinha algo do tipo "se Deus criou o homem e a mulher não é pra existir homossexualismo". Como se alguém tivesse o poder de entrar na mente de Deus e ver o que ele realmente pensava...e vou mais além, será que este mesmo Deus aprova preconceito e discriminação? Tenho certeza que não, pois se existe uma visão correta do Deus uno, é que ele prega acima de tudo o amor e respeitar às diferenças e amar o próximo é um ato digno de amor e respeito.
Mais uma coisa, geneticamente é impossível que um casal homossexual tenha filhos sim, mas não é impossível que formem uma família adotando uma criança dessas por exemplo, que pais heterossexuais (e aparentemente com o reino dos céus garantido por respeitar a sexualidade que lhes foi dada) jogam em rios, sacos plásticos e lata de lixo, isso quando não abortam.
É hora de abrir a mente e dar espaço para uma visão de mundo melhor, uma visão de paz e amor, uma visão onde as pessoas são realmente iguais. Mas se é muito pra alguém se imaginar sendo "igual" a um homossexual, tenha pelo menos a consciência de que ele é um ser humano, o que os torna da mesma "raça" que nós, heterossexuais e conseqüentemente semelhantes. Deixe o preconceito de lado e aprenda que não existe nada mais digno do que respeito.
Sou 100% à favor de que a polícia seja punitiva em relação à homofobia e também em relação a qualquer tipo de preconceito. Racismo e homofobia: SÃO CRIMES!

1 Comment:

Márci said...

Uhu ! Tb fico feliz ao ler notícias como esta, quando teve a parada esse ano em São paulo eu fui, até postei algo na época.
Cada um merece e DEVE ter o direito de ser feliz, independente de sua opção sexual, isso nào deve ser motivo de preconceito e intolerância, jamais.