BlogBlogs.Com.Br

terça-feira, 27 de novembro de 2007

VOCÊ É FELIZ?

Durante um seminário para casais, perguntaram à esposa:
- Seu marido lhe faz feliz ? Ele lhe faz feliz de verdade?
Neste momento, o marido levantou seu pescoço, demonstrando segurança. Ele sabia que sua esposa diria que sim, pois ela jamais havia reclamado de algo durante o casamento. Todavia, sua esposa respondeu com um 'Não', bem redondo...
- Não, não me faz feliz.
Neste momento, o marido já procurava a porta de saída mais próxima quando veio a conclusão da resposta.
- Ele não me faz feliz...Eu sou feliz.O fato de eu ser feliz ou não, não depende dele e sim de mim.
E continuou dizendo:
- Eu sou a única pessoa pela qual depende minha felicidade. Eu determino ser feliz em cada situação e em cada momento da minha vida, pois se minha felicidade dependesse de alguma pessoa, coisa ou circunstância, sobre a face da terra, eu estaria com sérios problemas.
Tudo o que existe nesta vida muda constantemente... O ser humano, as riquezas, meu corpo, o clima, meu chefe, os prazeres, etc. E assim poderia citar uma lista interminável. Às demais coisas eu chamo 'experiências' ; esqueço-me das experiências passageiras e vivo as que são eternas : amar, perdoar, ajudar, compreender, aceitar, consolar.Lembro-me de viver de modo eterno.
Talvez seja por isso que quando alguém me faz perguntas como esta: Você é feliz?
Gosto de responder com apenas uma frase, como se esta fosse a conclusão de todo o seminário, como se esta fosse a chave de toda a felicidade, de todo matrimônio e de toda vida humana;gosto de responder com aquela velha e famosa frase que ainda não conseguimos compreender:
A felicidade está centrada em mim.
Há pessoas que dizem:
Hoje não posso ser feliz porque estou doente, porque não tenho dinheiro, porque faz muito calor, porque alguém me insultou, porque alguém deixou de me amar, porque alguém não soube me dar valor...
*SEJA FELIZ*
Mesmo que faça calor, mesmo que esteja doente, mesmo que não tenha dinheiro,mesmo que alguém tenha lhe machucado, mesmo que alguém não lhe ame ou não lhe dê o devido valor.
*SEJA FELIZ SEMPRE*

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Mais uma lição vinda do REINO ANIMAL

João-de-barro dá lição de solidariedade no RS

Do G1, em São Paulo, com informações do zerohora.com


João-de-barro tentou salvar um chupim na tarde de quarta-feira (31), em Porto Alegre. O pássaro ficou preso em poste de energia elétrica durante esta semana. Ele batia as asas para se livrar o aprisionamento.

Sensibilizado com o sofrimento do chupim, o joão-de-barro, que está instalado no mesmo poste, começou a alimentá-lo como se fosse um de seus filhotes.
Moradores da região chamaram ajuda para liberar o pássaro, mas o chupim morreu, apesar de toda a solidariedade do joão-de-barro.
_________________________________________________
Desculpem o tempo enorme sem postar, mas minha vida tá uma loucura...final de ano chegando, tudo parece ficar mais enrolado e fiquei sem tempo e cabeça pra postar, mas espero que agora eu consiga normalizar as postagens diárias, senão vou ter que mudar o nome do blog pra Cotidiano Desativo...hehehe
Comentando o texto e imagens acima, quem freqüenta meu blog, já havia visto em uma de minhas postagens a história do cachorrinho solidário no Japão que ficou ao lado de outro cachorro, que havia sido atropelado e morto até alguém tirar o corpo de seu amigo da rua. Agora, recebo esse e-mail lindo, da histório do João-de-barro, que salvou o Chupim, que por sinal, parece ser um pássaro que rouba os ovos do seu "herói", inclusive. Será que o mundo animal está mais evoluído que o nosso? Pq ajudar um amigo até parece fácil, mas prestar solidariedade a um suposto predador é um tapa na cara pra nós humanos "racionais", que na maioria das vezes somos egoístas. Dificilmente alguém presta socorro às pessoas em perigo aliás, muitas vezes até fogem com medo de perder o precioso tempo com algo "sem futuro". São imagens desse tipo que nos fazem parar e pensar o que estamos fazendo neste mundo, se realmente somos úteis...
Fica aí a reflexão e até o próximo post!


domingo, 11 de novembro de 2007

Cont. do assunto Cabral

Frei Betto compara governador do Rio a Hitler

O teólogo frei Betto criticou duramente o governador do Rio, Sérgio Cabral, e propôs que ele inaugure uma estátua de Adolf Hitler, líder nazista alemão. A sugestão foi feita em entrevista no 6º Encontro Nacional de Fé e Política, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, ao comentar a recente declaração do governador fluminense a favor de aborto como forma de reduzir o número de marginais nas favelas.
"O governador do Rio falou do aborto, falou que a Rocinha é fábrica de marginais e recusou-se a receber representante da ONU que está em visita ao Brasil. Acho que ele deveria inaugurar uma estátua de Hitler em praça pública, porque está havendo uma grande coincidência entre sua política de saneamento e de repressão ao narcotráfico com aquilo que fez o III Reich", disse.
O religioso também criticou a atuação da polícia fluminense durante a gestão de Cabral. "Quando eu vejo que cerca de mil pessoas foram assassinadas pela reação policial, de janeiro para cá, isso para mim é um genocídio", disse, citando dados da organização não-governamental (ONG) Rio de Paz.
Frei Betto disse ser contrário a ações violentas por parte da polícia e considera que esse tipo de postura só conduz a uma piora de cenário. "A bandidagem você não acaba com aquela receita que está no 'Tropa de Elite' (filme do diretor Antônio Padilha, sobre a polícia fluminense): de que, para enfrentar o bandido, é preciso de uma polícia bandida. Assim, nós vamos para barbárie", disse.
_________________________________________________________
Eis um homem sábio! Sem levar em conta qualquer que seja a religião ou crença da qual fazemos parte, precisamos concorda com a coerência desse discurso, vindo de alguém que bravamente manifestou-se contra aquele ridículo comentário feito pelo "brilhante" governador do Rio de Janeiro, Cabral.
Não havia visto nenhuma manifestação célebre a respeito do que o senhor governador havia dito, já estava descrente deste país, achando que as pessoas compartilhavam do mesmo pensamento do político ou então, só se manifestavam quando, como diz o ditado popular: "a água bate na bunda", como foi o caso do apresentador Luciano Hulk, que manifestou sua indignação em relação aos assaltos (que caso ele não saiba são constantes em São Paulo), quando teve seu relóginho roubado.Mas estou aliviada, vi que existem sim pessoas de opinião e sem medo de expressar a indignação diante de tanta podridão moral! É hora de falar e não nos calarmos diante de atitudes desprovidas de bom senso!

terça-feira, 6 de novembro de 2007

O ÚLTIMO APAGUE A LUZ

BRA pára de voar e demite todos os funcionários
Fonte: Redação Terra

A companhia aérea BRA irá parar de voar a partir desta quarta-feira. A empresa diz esperar que a parada seja temporária, mas já enviou aviso prévio de demissão a todos os seus 1,1 mil funcionários. O motivo não foi informado.
A empresa diz que todos os seus passageiros com passagens já compradas serão acomodados em aviões de outras companhias. Em seu site, a BRA pediu para que seus passageiros com bilhetes em mãos procurassem as demais empresas aéreas por orientação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
Um funcionário da companhia em Porto Alegre, que pediu para não se identificar, afirmou que os empregados ainda vão se reunir para saber que medidas tomar. Ele disse que as operações da BRA estavam normais nos últimos dias e que um representante dos trabalhadores irá para São Paulo nesta quarta para conversar com a direção da empresa.
Executivos da BRA se reúnem com diretores da Anac nesta terça-feira para pedir a suspensão de suas atividades. A agência afirmou que ainda não tinha informações a respeito do assunto.
A assessoria da BRA afirmou que a companhia está buscando um aporte financeiro junto a seus acionistas para que as operações se normatizem. Até então, isso não foi concretizado.
Em dezembro do ano passado, um grupo de investidores incluindo o Goldman Sachs e o Bank of America comprou 20% da companhia aérea por valor não revelado.
A lista de sócios inclui ainda Darby BBVA Overseas Investments, Development Capital, Gávea Investment Fund, do ex-presidente do BC Armínio Fraga, HBK Investments e Millennium Global Investments.
Segundo dados da Anac de setembro, a empresa tinha 4,6% do mercado doméstico, à frente da Ocean Air, que estava com 2,61%.
O presidente da companhia, Humberto Folegatti, anunciou na última quinta-feira sua renúncia ao cargo. O executivo não esclareceu os motivos de sua saída, que havia acontecido no dia 22 de outubro, mas só divulgada na semana passada.
Folegatti afirmou que continuaria na empresa, como presidente do conselho de administração, órgão que procuraria um novo presidente para a companhia aérea.
O executivo fundou a companhia aérea em 1999, ao lado do irmão, Walter Folegatti. Entre os sócios atuais da BRA estão os fundos de investimentos Investments 2234 Overseas Fund VI BV, uma subsidiária do Bank of America Corp.; Darby BBVA Overseas Investments, Development Capital; Gávea Investment Fund; o banco Goldman Sachs & Co.; HBK Investments, e a Millennium Investments.
Frota A BRA, que possui 10 aeronaves, opera com cinco aviões - quatro estão em manutenção e um na reserva. A empresa possui 26 destinos nacionais, com uma média de 35 vôos domésticos em média nos dias úteis e 50 no final de semana. Fundada em agosto de 1999, operava apenas vôos charter (fretados) até o fim de 2005, quando tornou-se uma empresa regular.
A aérea, que operava três destinos internacionais (Madri, Lisboa e Milão), foi obrigada a cancelar seus vôos para o exterior após determinação da Anac no dia 18 de outubro.
Cliente da EmbraerEm junho a Embraer anunciou encomenda de até 40 aviões pela BRA. Procurada, a fabricante de aviões disse que não tinha nada a comentar sobre o status atual da encomenda.
O Sindicato Nacional dos Aeroviários afirmou que vai esperar uma nota oficial da Anac para emitir um comunicado.
Com Reuters.
_________________________________________________________

Você já viajou de avião? Se a resposta é não, com o rumo da aviação brasileira é bom se apressar, pq a cada dia o que se vê são menos empresas no mercado.Será que a tendêcia é o país não possuir mais linhas aéreas?
Que tristeza ver todo aquele glamour de se trabalhar na aviação vir por água abaixo...
Posso dizer que estive inserida neste meio nos tempos áureos, já que meu pai era gerente na Vasp, trabalhou em outras empresas também, assim como minha mãe. Também minha irmã, que era funcionária da antiga Varig e graças a Deus seu emprego foi mantido quando esta, passou a ser Gol. Neste tempo, era um pretígio trabalhar neste meio...era, por assim dizer, chique!
Com o tempo foi virando um emprego comum, que muitas vezes pagava mal ou nem se recebia. Empresas de grande nome foram tornando-se história apenas e um país que contava com várias empresas, hoje tem apenas 2: TAM E GOL.
Isso tudo sem falar no caos aéreo, nos constantes acidentes e tudo de ruim que anda acontecendo com esse meio de transporte tão veloz.
Pode ser viagem minha, mas com o rumo das coisas, podemos estar à beira de uma extinção de empresas brasileiras operando no nosso céu "verde amarelo". Quem sabe num futuro não tão distante, vc chegará em um aeroporto do nosso país e encontrará, por exemplo, a American Air Line operando uma ponte aérea Rio-São Paulo. Esperamos que não, mas do jeito que as coisas andam...

domingo, 4 de novembro de 2007

CONFLITOS INTERNOS


Assim como este velho índio também temos nossos "cachorros". Hora eles está feroz hora está manso. Cada pessoa é aquilo que quer ser, basta que foque seus objetivos, personalidade e metas para determinada coisa. Podemos usar nossos cães ferozes pra atacar sim, mas de forma honesta, como por exemplo, sermos agressivos dentro de nossos trabalhos quando o objetivo é vencer. Não agressivos a ponto de matar um colega de profissão ou passar por cima de nossos princípios, agressivos na abordagem para conseguir atingir o que nos propusemos.
Ser mansos e passivos na hora de acatar regras e admitir nossos erros. Não precisamos ignorar um cão e viver só com o outro, devemos, sim, fazer com que ambos estejam vivos e possam ser usados quando necessitamos.
Isto é o que eu penso pra mim.
E você? Alimentaria os dois cães? De que forma poderia usar cada um deles em suas vidas?

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

O "BUM" DA SEMANA

O destaque da semana na mídia on line, televisiva e jornalistica foi o escândalo do leite...em vários blogs tb li sobre o assunto. Como não poderia faltar, aki no Cotidiano Ativo também abordarei o tema. Porém resolvi tocar no assunto de forma divertida, postando algumas charges.

DIVIRTAM-SE E TENHAM UM ÓTIMO FINAL DE SEMANA PROLONGADO.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Governador do Rio é Nazista?


Cabral defende aborto contra violência no Rio de Janeiro


Governador do Rio evoca livro de americanos que defendem a tese. "Interrupção da gravidez tem tudo a ver com a violência pública", afirma.

Aluizio Freire Do G1, no Rio*


O governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), 44 anos, propõe a legalização do aborto como forma de conter a violência no Rio de Janeiro.
Em entrevista ao G1 na última segunda (22), ele se valeu das teses dos autores de "Freakonomics", livro dos norte-americanos Steven Levitt e Stephen J. Dubner, que estabelece relação entre a legalização do aborto e a redução da violência nos EUA.
"Tem tudo a ver com violência. Você pega o número de filhos por mãe na Lagoa Rodrigo de Freitas, Tijuca, Méier e Copacabana, é padrão sueco. Agora, pega na Rocinha. É padrão Zâmbia, Gabão. Isso é uma fábrica de produzir marginal", declarou.
Para o governador, os confrontos com criminosos nas favelas do Rio só vão terminar "quando a ordem pública puder chegar através de várias maneiras, dentre elas com o policial podendo andar fardado em qualquer lugar".
"Enquanto isso não for realidade, continuará havendo confronto. Isso gera morte", declarou Cabral, na 16ª entrevista da série com governadores no G1. Confira abaixo os principais trechos.

Para ler na íntegra:

___________________________________________________
Amo o Brasil...sou brasileira com orgulho, mas quando leio textos e afirmações como essa, sinto vergonha de viver num país com políticos tão hipócritas e despreparados.
Qual o fundamento de uma afirmativa como essa? Dizer que pessoas pobres, na sua maioria trabalhadores honestos (diferente dos políticos que ganham muito e trabalham pouco), que pelo fato de receberem salários obscenos, de tão baixos, têm como praticamente única alternativa de vida, habitar as favelas desse país ou viver embaixo de pontilhões. Esses cidadãos, humildes porém dignos, são tão vítimas da violência como os "burgueses" e até mais, pois vivem em meio do fogo cruzado diariamente e além de tudo são estereotipados e estigmatizados de marginais pela alta classe da sociedade.
Na favela tem marginal? Sim, tem. Como nos bairros ditos nobres também tem. Ou o senhor governador não se lembra da história de Sirlei? Quem é Sirlei? A empregada doméstica que no dia 23/07/2007 foi espancada num ponto de ônibus da Barra da Tijuca, coincidentemente por 6 jovens, moradores de condomínios de luxo do mesmo bairro. Agora eu pergunto: SERÁ QUE A MÃE DESTES POBRES RAPAZES DEVERIA TAMBÉM FAZER UM ABORTO?
Claro que não! Pois eles são ricos...têm futuro de médico, advogado, governador, quem sabe, os aguardando daqui alguns anos.
E a Sirley? Jovem, provavelmente se casará um dia e deverá tomar muito cuidado para não ter filhos, provavelmente marginais, pq ela é pobre e pobre, segundo a ideologia do SR. Cabral (que não é Pedro Álvares mas também é um descobridor, descobriu o nazismo aqui em terras tupiniquins) só tem filho bandido.
Nem preciso falar da linda e loira Suzane...aquela burguesinha que matou os pais, não é? Muito menos dos brasilienses (que vergonha mais uma vez, meus conterrâneos), que mataram queimado o índio pataxó Gaudino. São esses e tantos outros jovens "arianos" ou "nobres burgueses", que não foram vítimas de aborto por controle de marginalidade e nasceram,com sua estrela a brilhar, nas páginas policiais.
Que revolta! Desculpem meu posicionamento, mas não posso pensar num país miscigenado, com raízes escravas e humildes vivendo um holocausto!