BlogBlogs.Com.Br

domingo, 11 de novembro de 2007

Cont. do assunto Cabral

Frei Betto compara governador do Rio a Hitler

O teólogo frei Betto criticou duramente o governador do Rio, Sérgio Cabral, e propôs que ele inaugure uma estátua de Adolf Hitler, líder nazista alemão. A sugestão foi feita em entrevista no 6º Encontro Nacional de Fé e Política, em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense, ao comentar a recente declaração do governador fluminense a favor de aborto como forma de reduzir o número de marginais nas favelas.
"O governador do Rio falou do aborto, falou que a Rocinha é fábrica de marginais e recusou-se a receber representante da ONU que está em visita ao Brasil. Acho que ele deveria inaugurar uma estátua de Hitler em praça pública, porque está havendo uma grande coincidência entre sua política de saneamento e de repressão ao narcotráfico com aquilo que fez o III Reich", disse.
O religioso também criticou a atuação da polícia fluminense durante a gestão de Cabral. "Quando eu vejo que cerca de mil pessoas foram assassinadas pela reação policial, de janeiro para cá, isso para mim é um genocídio", disse, citando dados da organização não-governamental (ONG) Rio de Paz.
Frei Betto disse ser contrário a ações violentas por parte da polícia e considera que esse tipo de postura só conduz a uma piora de cenário. "A bandidagem você não acaba com aquela receita que está no 'Tropa de Elite' (filme do diretor Antônio Padilha, sobre a polícia fluminense): de que, para enfrentar o bandido, é preciso de uma polícia bandida. Assim, nós vamos para barbárie", disse.
_________________________________________________________
Eis um homem sábio! Sem levar em conta qualquer que seja a religião ou crença da qual fazemos parte, precisamos concorda com a coerência desse discurso, vindo de alguém que bravamente manifestou-se contra aquele ridículo comentário feito pelo "brilhante" governador do Rio de Janeiro, Cabral.
Não havia visto nenhuma manifestação célebre a respeito do que o senhor governador havia dito, já estava descrente deste país, achando que as pessoas compartilhavam do mesmo pensamento do político ou então, só se manifestavam quando, como diz o ditado popular: "a água bate na bunda", como foi o caso do apresentador Luciano Hulk, que manifestou sua indignação em relação aos assaltos (que caso ele não saiba são constantes em São Paulo), quando teve seu relóginho roubado.Mas estou aliviada, vi que existem sim pessoas de opinião e sem medo de expressar a indignação diante de tanta podridão moral! É hora de falar e não nos calarmos diante de atitudes desprovidas de bom senso!

2 Comments:

Anônimo said...

Olá! Obrigado pela visita em Outras Andanças...
Realmente não dá para ficar calado diante tanta injustiça...
Belo Blog
Abraços
Everaldo Ygor
http://outrasandancas.blogspot.com/

Sylvio Vieira Rodrigues said...

Olá, Fernanda.
Concordo plenamente com você.
As palavras "infelizes" do Governador refletem o grau de comprometimento que ele tem com os que o elegeram.
Vivemos num país livre e precisamos viver esta liberdade com ética, descência e responsabilidade.
Parabéns pelo Blog.
Se puder e quiser, faça uma visita ao meu. Será um prazer recebê-la.(http://dicalegal.blogspot.com)