BlogBlogs.Com.Br

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

Que CASSETADA, hein?!


Veja a noticia... depois leia a resposta do pessoal do Casseta e Planeta aos Deputados...A Nota de Esclarecimento realmente é digna dos Cassetas.
O Globo (Brasília):


Câmara se queixa do "Casseta & Planeta"

Pressionada por deputados, a Procuradoria da Câmara vai reclamar junto à Rede Globo pelas alusões feitas no programa "Casseta & Planeta" exibido terça-feira passada. Os parlamentares reclamaram especialmente do quadro em que foram chamados de " deputados de programa ". Nele, uma prostituta fica indignada quando lhe perguntam se ela é deputada? O quadro em que são vacinados contra a " febre afurtosa" também provocou constrangimento. Na noite de quarta-feira, um grupo de deputados esteve na Procuradoria da Câmara para assistir à fita do programa. Segundo o procurador Ricardo Izar (PMDB-SP), duas parlamentares choraram-coitadinhas. Izar se encontrará segunda-feira com representantes da emissora, para tentar um acordo, antes de recorrer à Justiça. O presidente da Câmara também se disse indignado: - O programa passou dos limites. Eles têm talento suficiente para fazer graça sem desqualificar a instituição , que garante a liberdade para que façam graça.
O diretor da Central Globo de Comunicação, Luís Erlanger, disse que a rede só se pronuncia sobre ações judiciais, depois de serem efetivadas. Os humoristas do Casseta & Planeta não quiseram falar sobre o assunto, dizendo não querer "dar importância à concorrência".

NOTA DE ESCLARECIMENTO
"Foi com surpresa que nós, integrantes do Grupo CASSETA & PLANETA, tomamos conhecimento, através da imprensa, da intenção do presidente da Câmara dos Deputados de nos processar por causa de uma piada veiculada em nosso programa de televisão. Em vista disso, gostaríamos de esclarecer alguns pontos:

1. Em nenhum momento tivemos a intenção de ofender as prostitutas . O objetivo da piada era somente de comparar duas categorias profissionais que aceitam dinheiro para mudar de posição.
2. Não vemos nenhum problema em ceder um espaço para o direito de Resposta dos deputados. Pelo contrário, consideramos o quadro muito adequado e condizente com a linha do programa.
3. Caso se decidam pelo direito de resposta, informamos que nossas gravações ocorrem às segundas-feiras, o que obrigará os deputados a " interromper seu descanso ."

Equipe do Casseta & Planeta
___________________________________________________
Será que o programa conseguiu brilhantemente "envergonhar" nossos honestíssimos políticos? Tenho lá minhas dúvidas...creio que a revolta é por terem sido comparados, o que também achei errado da parte do Casseta, já que a atitudes desses senhores e senhoras de terno, não podem ser comparadas à classe nenhuma, principalmente das prostitutas, que bem ou mal, fazem seu trabalho sem ter vergonha disso e tem uma jornada de trabalho árdua e incansável, sem descanso às segundas-feiras.
Quanto a querer censurar o programa por meras piadas, gostaria de saber onde está a liberdade de expressão e o fim da repreensão e da censura contra a imprensa. Alguém viu??? Dizem não haver mais esse tipo de coisas, mas o que mais ocorre é uma proibição de vários assuntos de forma camuflada. É uma censura sutil e tímida, mas que tem poder manipulador tanto quanto a que povoava o país na década de 60. Um exemplo básico dessa censura camuflada é a proibição, por exemplo, de um beijo gay durante uma novela das 20h.E existem vários outros exemplos, mas vamos deixar pra outro bate-papo. O que precisa ficar claro é que não pode haver uma proibição dos direitos de manifestação da imprensa, principalmente quando essa proibição só é fruto do interesse de poucos, porque quando o Casseta faz piadas sobre o trabalhador semi analfabeto, sobre o pobre, não vem nenhum político reclamar, nenhuma senhora parlamentar derramar suas lágrimas. Provavelmente, quando isso ocorre, estão sentados em seus luxuosos sofás, tomando vinho importado e rindo das piadas hilárias dessa turma tão talentosa!
Pois é...pimenta no olho dos outros é refresco, não?

COMO VIERAM AO MUNDO

Congresso: revista de Mônica esgota na maior banca

Jeferson Ribeiro
Direto de Brasília

Os cem exemplares da revista Playboy com o ensaio da jornalista Mônica Veloso, com quem o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) tem uma filha, já se esgotaram na principal banca de revistas do Congresso Nacional, conhecida como "banca da chapelaria". Para atender à demanda, a revistaria pediu 40 exemplares emprestados de outra banca, localizada no Anexo 4 do Congresso.
Mônica Veloso foi o pivô das denúncias contra Renan Calheiros, que foi acusado de usar um lobista para pagar pensão à jornalista. A denúncia gerou uma representação no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar. Calheiros, no entanto, foi absolvido em Plenário.
Para quarta-feira, a revistaria encomendou outros cem exemplares da edição, que chegou às bancas do País na manhã de hoje.

Redação Terra
__________________________________________
Disney perdoa nudez da estrela de "High School Musical"

da Folha Online

A Disney informou que vai manter a atriz e cantora Vanessa Hudgens, 18, no elenco do terceiro filme "High School Musical". No final de semana, estourou o escândalo das fotos de nudez da artista divulgadas na internet, sem a sua autorização.
Nas imagens, feitas de forma amadora em um quarto, ela aparece sem roupa, sorrindo e olhando a câmera. Em comunicado, a Disney disse que espera que a atriz tenha aprendido uma lição valiosa. Vanessa pediu desculpas aos fãs pelo episódio.
Após o surgimento das fotos de nudez, surgiram rumores de que o caso pode prejudicar a atriz com a Disney, na negociação do terceiro filme de "High School Musical". Na produção, ela vive a estudiosa e inocente Gabriella. Vanessa é namorada do astro Zac Efron, 19, o jogador de basquete Troy no filme.
Sucesso entre o público adolescente, "High School Musical" foi exibido no Brasil pelo Disney Channel e pela Globo (no fim de 2006). O musical ao vivo levou 45 mil em maio ao estádio do Morumbi (SP).
__________________________________________
Não sou moralista...penso até que sou liberal, tenho uma mente bem pra frente, mas não a ponto de concordar com o ponto que chegou o mundo.
Não existem mais limites para nada, perdeu-se a moralidade ou tudo tornou-se tão "comum" que já não choca, não influencia e não muda em nada a vida de ninguém.
Primeiro, a notoriedade que ganhou a tal Mônica Veloso. Olhem só, recordista de vendas na banquinha do Congresso, foi amante (e diz por sinal, que não sabia que Calheiros era casado quando tinham um caso...desculpa bem esfarrapada pra uma jornalista que ficou 10 anos na mídia como a mesma afirma) de um político corrupto que bancava (com míseros R$120mil mensais ), suas maravilhosas curvas e as noites lindas de amor que resultaram numa propícia herdeira!
Depois vem a história da atriz americana de um seriado voltado pra crianças e adolescentes que "sem querer" mandou errado umas fotos pra lá de sensuais para seu namorado e não sabe-se como (coitadinha!) caíram na rede e o mundo todo pode ver a ninfeta nua e em poses sensuais. Agora eu pergunto: de que adianta o árduo combate à pedofilia se "personagens da Disney" instigam as mentes aguçadas de psicopatas e ainda são perdoadas e ganham papel na próxima temporada da série??? Tenho medo do que o mundo tem se tornado e ainda mais medo da rapidez com que os valores desaparecem. Imagino como eu, uma simples professora formada em Educação Infantil/Ensino Fundamental posso bater de frente com essas empresas poderosas que celebram atos de imoralidade e má conduta com prêmios?
Imagino mais...pra que ficar me matando com cursos, faculdades, almejando um possível mestrado se é muito mais barato e rápido passar algumas horas e meses numa academia, ficar com um corpão de dar inveja, jogar umas fotos nuas ou sensuais na net e torcer pra aparecer uma revista e me pagar uma grana que vou demorar anos dando aulas para conseguir?
O que sonhar pra esse mundo? Será que estou sendo radical?